La storia: così nasce il Forum

UM DIA NO BRASIL

ENQUANTO ÁRVORES

DANÇA

Rolando Toro e eu deitados na beira de uma piscina no Brasil há muitos anos. Rolando intoxica seu olhar entre as folhas das árvores acariciadas pela brisa e me diz:

Você percebe a fluidez deles, é falado dançando. Durante toda a minha vida, sonhei que a humanidade era como a natureza capaz de dançar a diferença necessária para a vida. Guerra, violência, discriminação me deixam horrorizada e, em vez de fazer amor, as pessoas cultivam ódio e distância. Que um abraço é considerado inadequado e, em vez disso, uma briga. Que o mundo dos humanos não dance mais.

Sua indignação - penso enquanto a ouço - é a mesma do começo, quando a Biodanza foi germinada como uma ferramenta social que, através do código do amor e da vida, poderia ajudar o mundo a voltar a um lugar tranquilo para se viver.

Naquele momento, nasceu o Fórum Internacional de Biodanza social e clínica, falando com minhas próprias preocupações e urgências para atuar em um sistema poderoso como o Biodanza, com um objetivo social e cívico, o Fórum nasceu como um espaço de idéias que não podia esperar; depois de seis meses, Rolando morre, deixando-me com uma conversa ininterrupta que continua hoje.

O Fórum para mim é a esperança de que o mundo possa retornar a um lugar agradável para se viver, porque "A felicidade é um valor social" e uma contribuição necessária à minha alma para fazer sentido.

O Fórum nasceu do coração e do amor de todos aqueles que acreditam e estão comprometidos em realizar o grande sonho de Rolando Toro: uma sociedade biocêntrica.

O que outras pessoas estão dizendo

Há dez anos, o Fórum Vicenza é um lugar onde tudo o que pode parecer uma ilusão se torna realidade. Danças, encontros, abraços, ninhos ... linguagens universais onde a comunidade se reconhece em sua essência ... sem barreiras, diversidade, cor da pele, papéis, máscaras ... derrubando o muro de solidão e isolamento.

Forjar e mostrar ciência, poesia, metodologias, didática, experiências, conhecimento, conhecimento, profissionalismo, arte, culturas, pessoas ... tudo o que Rolando imaginou ... pessoas em uma única rodada de corações pulsantes.

Estar ciente de "ter / dar" um núcleo emocional ao qual recorrer, de onde extrair alimento e pelo qual o mundo inteiro corre ... faz com que seja gerado novo sangue vital.

"Quem tem medo de sonhar está destinado a morrer", disse Bob Marley !

O Fórum se realiza graças à contribuição de todos que ainda sonham e, portanto, respondem, cada um com sua própria singularidade e peculiaridade, ao convite de Giovanna para que o "sonho de Rolando" possa ser vivido.

Então, vamos nos encontrar novamente em rodadas de olhares para enriquecer os espíritos e o profissionalismo, a fim de resgatarmos juntos esse amor incondicional que evoca a matriz biológica e o direito de cada um de nós viver plenamente todos os momentos de nossa vida.

Roberta ROSA e Lucia PRESENTINI

(Resumo 2 ° curadores editoriais do FORUM)

As flores florescem, elas florescem e dão tudo o que têm em liberdade, doam, não se importam com recompensas e tudo o que vem, murmura pessoas murmura, silencia-as praticando a alegria, os homens jogam dados, resta um excesso de magia na mesa .

Eu estou sozinho hoje à noite sem você, você me deixou sozinha em frente ao céu e eu não posso ler, venha e me faça você me reconhecer, eu tenho uma capa feita de trapos.

Chegue imediatamente, você me reconhece. Tenho sapatos cheios de degraus, um rosto cheio de tapas, um coração cheio de batidas e olhos cheios de você.

Lorenzo Cherubini-Jovanotti: Os bolsos cheios de Sassi / Ora 2011

Eu imaginei desde que pude pensar em uma cidade biocêntrica: uma cidade onde você dança, honra a outra em sua diversidade, onde o encontro é com respeito e prazer. Uma cidade tribal onde humanos e vivos se reconhecem na cerimônia mútua de indispensabilidade, onde o ser é mais importante do que ter e prazer governa as escolhas e políticas individuais de convivência social.

Imaginei um lugar para viver como uma vivencia de poder pessoal, de poder expressar o que todos são, livres, criativos e responsáveis, sentindo que esse ato é um ato de cuidado necessário ao ecossistema. Um lugar onde até a voz do último é uma voz indispensável para as espécies.

Estou vivendo aqui no Ocidente, onde o julgamento e o medo criam um esquecimento à nossa grandeza, à pura e inocente imensidão da vida e ao fato de estarmos vivos.

Imaginei, acreditei e envolvi toda a minha família para criar este Espaço, o Fórum, para dizer que sim, é enormemente possível, a parte numinosa é sempre a parte mais forte de todo ser humano.

Nossa fé na poética, na beleza, no encontro está intacta e eu queria um espaço que afirmasse e redimisse essa memória. Assim nasceu este Fórum.

Sou grato a Rolando Toro, criador do Biodanza. Para mim, uma herança da humanidade que dança e espera. A todas as pessoas que ao longo desta década realmente geraram o Fórum, com suas contribuições escritas, faladas e dançadas, as Associações, a equipe médica e educacional, os facilitadores da Biodanza, meus colegas diretores de escola na Itália e no mundo, todos os participantes dos grupos clínicos de Biodanza que doaram sua magia com generosidade e habilidade e, acima de tudo, a todos os participantes do Fórum, que também viajaram 20 mil quilômetros para estar lá e, através de sua presença, orientaram a diferença.

Seres vivos no complexo dos seres vivos. Este é o fórum.

Somos o maior show desde o Big Bang

Seguici su

  • Facebook
  • Instagram
  • logo
Vicenza, Veneto, Italia

©2020 by International Clinic and Social Biodanza Forum. Proudly created with Wix.com